Um hospital em casa: Mark Sircus explica como a água do mar e o bicarbonato de sódio podem curar doenças

sircus_det

Prestes a lançar o “Treatment Essencials – Practicing Natural Allopathic Medicine”, um manual prático de 400 páginas ensinando como ter em casa seu próprio hospital, o terapeuta Mark Sircus acredita que vai revolucionar a forma de se fazer medicina, e falou com exclusividade ao Estar Bem. Chamado de “alopatia natural”, o protocolo reúne técnicas simples para problemas sérios, como o uso de bicarbonato de sódio para tratar o câncer, prática já defendida por Sircus em suas publicações anteriores. Casado com uma brasileira, o médico mora no Brasil há 21 anos e garante que o país é rico em diversas substâncias importantes para a saúde, como água do mar, cuja ingestão também é indicada por ele.

Mark Sircus

Mark Sircus

“Nós viemos do mar e somos feitos a partir dele. (…) Quatro das substâncias mais básicas do meu protocolo são encontradas na água do mar: cloreto de magnésio, iodo, selênio e bicarbonato de sódio”, explica Sircus em seu novo livro. “ A água do mar contém grandes quantidades de potássio, cálcio e selênio,  além de pequenas quantidades de muitos dos elementos vestigiais tais como ferro, cobre, zinco, manganês e cromo. Estes minerais ajudam os humanos a absorver as vitaminas nos alimentos. Sem esses minerais, nós não conseguimos chegar nem perto da quantidades de nutrientes que precisamos a partir dos alimentos que ingerimos.”

Sircus garante que o tratamento com a água do mar é “medicina séria” e utilizada por muitos profissionais da área. Ele conta que foi o médico René Quinton quem inicialmente descobriu que as células do corpo são rodeadas por um líquido: um plasma muito semelhante na sua composição mineral e no grau de concentração ao da água do mar. Segundo Sircus, Quinton utilizou concentrações diluídas com água do mar para tratar crianças e em transfusões. O terapeuta dedica parte de seu novo livro, que será lançado na próxima semana, em inglês, com instruções do uso oral da água. A versão em português deve ser lançada no fim deste ano.

Mark Sircus é incisivo acerca dos métodos da medicina ortodoxa: “Toda sua estrutura afunda como areia movediça, puxando para baixo com ela milhões de seres humanos em estado de miséria e morte”. Um dos seus alvos de críticas é a quimioterapia, um “veneno muito perigoso”. De acordo com Sircus, o câncer pode ser tratado facilmente como a ingestão oral do bicarbonato de sódio, além do uso de selênio e magnésio, como explica no livro “Sodium Bicarbonate – Rich Man’s Poor Man’s Cancer Treatment”. A substância trabalharia para elevar o pH do organismo, que em pessoas doentes encontra-se mais baixo, ou seja, mais ácido, e seria eficaz para a cura.

Um colapso tornou a medicina contemporânea “especialista em morte e doença, ao invés de saúde e cura”, afirma Sircus em artigo publicado em seu site (clique aqui e acesse). No âmago da questão, diz ele, estariam as empresas químicas e farmacêuticas, que fabricariam medicamentos com o objetivo de “ganhar dinheiro e produzem as pessoas mais ricas que o mundo já viu”.

Produtos químicos, metais pesados​​, radiação, flúor na água, arroz, pão e massas brancas, sal e açúcar refinados, disfunção sexual, stress, choques emocionais, produtos farmacêuticos, exames médicos com uso de radiação, entre outros são, para Sircus, os principais causadores de câncer. Porém, ainda que o tratamento da doença possa ser simples e barato, como sugere, o desafio maior seria vencer a indústria química que enganaria a população acerca da eficácia dos seus métodos, manipulando as pesquisas.

“Os líderes das indústrias farmacêutica e química controlam grande parte da nossa sociedade e da vida humana, através do controle do que comemos (todos os pesticidas e conservantes em nossos alimentos e, agora, na forma de alimentos geneticamente modificados), e depois, quando ficamos doentes por causa do consumo destes produtos, eles controlam a indústria médica e toda uma série de drogas que estamos programados para tomar quando começamos a nos sentir mal”, finaliza Sircus.

Mais informações sobre Mark Sircus:

http://drsircus.com/

https://www.facebook.com/drsircus

http://www.youtube.com/user/imvapublications

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>