A associação entre os órgãos e as emoções na Medicina Chinesa

ying-yang_00363148

A medicina chinesa considera que cada emoção está diretamente ligada a um órgão específico do corpo. Hoje o Estar Bem traz algumas dessas associações. Isso pode ser útil para prevenir doenças e controlar sentimentos negativos ligados a funções vitais que já estejam prejudicadas por alguma doença.

ying-yang_00363148

De acordo com Bill Schoenbart, mestre em Medicina Tradicional Chinesa e Ellen Shefi, nutricionista e acupunturista, cada órgão corresponde a uma emoção e o desequilíbrio dessa emoção pode afetar a função do órgão. Por exemplo, a raiva prolongada pode levar a um desequilíbrio no fígado. Ao mesmo tempo, desequilíbrios no fígado podem produzir sintomas de raiva que geralmente levam a um ciclo automático.

Confira abaixo a lista abaixo.

Raiva
Órgão: fígado

Segundo a Medicina Chinesa raiva provoca rosto e olhos avermelhados, dores de cabeça e vertigens. Isso coincide com o padrão de aumento do chamado fogo do fígado. A raiva também pode fazer o fígado interferir no funcionamento do baço, produzindo falta de apetite, indigestão e diarreia.

Preocupação
Órgão: baço

A preocupação pode esgotar a energia do baço e pode causar distúrbios digestivos e acabar levando à fadiga crônica

Tristeza
Órgãos: pulmão

A tristeza ou pesar afeta os pulmões, produzindo fatiga, falta de ar, choro ou depressão.

Medo
Órgão: rim

A emoção do medo está relacionada com os rins. Essa ligação pode ser prontamente percebida quando o medo extremo faz uma pessoa urinar incontrolavelmente. Nas crianças isso também se manifesta quando elas urinam na cama, o que os psicólogos associaram com insegurança e ansiedade.

Fonte: HowStuffWorks Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>