O fígado, a raiva e a alimentação

quebrando-lapis-raiva

Segundo a medicina chinesa, órgãos do corpo estão ligados a diferentes emoções, o fígado está ligado à raiva. Ou seja, bem simplificadamente, pessoas com facilidade para sentir raiva tendem a ter o fígado mais sensível. Entre diversas funções, o fígado é uma espécie de filtro do sangue e das toxinas que ingerimos. Esse órgão prejudicado pela raiva em excesso e por uma alimentação indevida tende a funcionar mal, permitindo que a pessoa se intoxique mais facilmente e, inclusive, acumule toxinas no próprio fígado.

Existem várias formas de auxiliar o funcionamento do fígado e desintoxicá-lo, mas de nada adianta usá-las sem antes reequilibrar a energia poderosa, desperdiçada quando transformada em raiva, sentimento experimentado por muitas pessoas com esse órgão sobrecarregado. É preciso mudar os hábitos alimentares e emocionais para ir na raiz do problema.

Na medicina alopática, há discordância sobre aspectos dos distúrbios do fígado. Alguns médicos argumentam que problemas hepáticos geralmente são assintomáticos e que são confundidos com disfunções do estomago e vesícula. Porém, outra linha de raciocínio admite alguns sintomas como possíveis indicações de que o fígado vai mal. Alguns deles são:

– Dores de cabeça
– Enjoo
– Coloração amarelada da pele, olhos e mucosas
– Tontura
– Falta de apetite
– Gosto amargo na boca

O que não comer 

A medicina ayurvédica considera a existência de três impulsos psíquicos naturais, os chamados gunas. São eles sattwa, tamas e rajas. Segundo o médico Danilo Carneiro Maciel, no livro “Ayurveda – Saúde e longevidade na tradição milenar da Índia”, alguns alimentos podem ser classificados por estimular mais ou menos os estados mentais, os gunas. Sattwa seria o estado mais positivo, onde impera a paciência, equilíbrio e serenidade. Raja é o estado intermediário, onde a pessoa é muito ativa, age com ímpeto, movida pelos desejos externos e é passional. Tamas é o estado da letargia, depressão e inércia.

Por serem complexos, tratar o fígado em uma pessoa pelos preceitos ayurvédicos dependeria de uma análise individual e detalhada do paciente. Mas é consenso que alimentos de natureza tamásica não são positivos, ainda mais para pessoas em período de dietas para reestabelecer as atividades do fígado, pois são tóxicos. Segundo Danilo Carneiro Maciel esses alimentos são:

Alimentos Tamásicos

– Carnes vermelhas
– Carnes industrializadas
– Bacalhau salgado
– Queijo fermentado e de odor forte
– Conservas em geral
– Bebidas alcoólicas

Medidas simples para desintoxicar o fígado

dieta-suco-verde-boa-forma-01– Enemas de café, soluções aquosas cafeínas usadas para lavagem intestinal, são poderosos desintoxicantes do fígado. Para ler mais sobre enema, clique aqui.

– Sucos verdes, que misturam frutas com folhas escuras também auxiliam na desintoxicação geral e podem auxiliar no funcionamento do fígado.

 

 

Suco restaurador do fígado, de Conceição Trucom

1 beterraba pequena, 3 maças sem semente, folha fresca de boldo, suco fresco de 1 limão. Bata no liquidificador, coe e beba.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>