Satyaprem e a ‘experiência zero': quem é você de verdade?

satya

Quem é você antes de pensar alguma coisa? Essa é questão fundamental levantada por Satyaprem, mestre de meditação que propõe um encontro verdadeiro com você mesmo. Jornalista por formação, ele deixou o Brasil na época da ditadura, viveu alguns anos nos Estados Unidos e então conheceu Osho, onde encontrou profunda identificação. De 18 a 21 de julho, um grupo de cerca de 20 pessoas foi ao encontro de Satya para vivenciar a chamada “Experiência Zero”, onde ele promove o encontro com a verdade essencial da existência.

Rosy de Sousa, dona do espaço, há 9 anos frequenta retiros com Satya – como é chamado por seus seguidores – e também participou dos encontro. Ela explicou ao Estar Bem que ele prefere quebrar um pouco os moldes da relação discípulo/mestre. Apesar disso, Satya também teve seu guru. Durante anos ele estudo e meditou no ashram – nome que se dá a locais onde pessoas passam temporadas guiadas por um líder espiritual com a finalidade de meditação ou cura – de Osho, na Índia.

 

“O melhor já está posto. Se olhar com carinho, verá que todo o seu condicionamento aponta para outra localidade que não o agora. Se não for agora, será quando?”, questiona Satyaprem aos participantes do primeiro dia do retiro. “Você é tão pouco. Você sofre, porque acredita e acreditar é uma merda”, explica o mestre que se diverte ao pedir desculpas pelo palavrão.

Satyaprem medita com grupo no Espaço Nirvanam

Satyaprem medita com grupo no Espaço Nirvanam

No primeiro encontro, Satyaprem usou sua taça com água para mostrar como estamos condicionados pelo meio em que vivemos. Ele pegou sua taça cheia de água e perguntou para uma pessoa da plateia o que era aquilo. A pessoa prontamente respondeu que era uma taça com água. Em seguida ele refutou com outra pergunta: “Quem te disse isso?”, e o participante respondeu que provavelmente sua mãe, quando era criança. Com o exemplo ele mostrou como somos um misto do que nossa mãe, nosso pai e a sociedade disse para nós. Satya também ressaltou a diferença entre o nome de uma coisa e o seu verdadeiro estado de existência.

O cantor Thell Gerson, 26, que participava do encontro revelou que um retiro com o mestre no carnaval mudou sua forma de ver a vida. Ele explica após receber os ensinamentos de Satya passou a enxergar a vida como se as coisas não o atingissem.

 

“Agora tem um distancia entre o que acontece e o que eu estou vendo. Eu olho para minha vida com distanciamento. Você já ouviu falar que quando a pessoa está de fora da situação, vê melhor o que acontece? Então, é isso. É como se eu fosse meu próprio observador”, explica Gerson.

Satyaprem propõe a vivencia do presente, do agora, porém livre dos condicionamentos impostos ao longo da vida, para que a pessoa possa se encontrar consigo. Durante o encontro ele ressaltou que felicidade é o oposto da tristeza e enquanto focarmos em alcançar a felicidade, vamos encontrar sempre com seu oposto. Para Satya, o verdadeiro estado de paz é indiferente à felicidade.

Rosy de Sousa conta que após conhecer Satyaprem se libertou de certas simbologias e passou a se sentir mais livre. Satya cativou a dona do Nirvana por ser um mestre que não cultiva nenhum processo de dependência, apenas “aponta setas”.

 

1 Comment

  1. O encontro referido foi o meu primeiro com o Mestre Satyaprem, depois desse dia tudo é diferente, tudo é novo, tudo é agora! Depois do “experiência zero” no espaço Nirvana no Rio de Janeiro, assumi Satyaprem como o apontador para o caminho que já está dentro de mim, estive seguindo-o desde então. Sugiro a todos experimentar o que é redescobrir-se!!! Zerar-se!!!! Namastê!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>