Por que não ir à academia?

Workout

Assim que eu tomei consciência de que o exercício deveria fazer parte da minha vida, isso deve ter uns 10 anos, me inscrevi numa academia perto da casa onde morava. Dos 16 aos 20 eu frequentei algumas academias da minha cidade, mas não por mais de 6 meses. Nunca consegui ultrapassar essa marca, assim como muitas pessoas que conheço, que passam anos entre indas e vindas das academias. Depois de uns anos eu assumi: não gosto de academia. Mas foi recentemente, quando passei a usar a bicicleta como meio de transporte, que cheguei a uma conclusão: frequentar uma academia apenas com o intuito de exercitar-se me parece irracional.

Quantas pessoas sentam-se em seus carros e dirigem até uma academia para pedalar numa bicicleta que não sai do lugar, ou caminhar numa esteira que não te leva a lugar nenhum? Eu mesma fiz isso. Na cidade onde moro, tem praias, montanhas, calçadões e rua bonitas. Por que eu paguei (caro!) para usar aparelhos estranhos para mover meu corpo, enclausurada e com vista para a televisão? Isso se chama embotamento mental.

academia

Esteiras a poucos metros do calçadão da Praia de Icaraí, em Niterói, um belo lugar para caminhadas

Outro dia eu estava a uns 5 quilômetros da universidade onde estudo, porém tinha deixado a bicicleta em casa. Tinha muitas ofertas de ônibus para o percurso que precisava fazer, mas como de costume, fui caminhando. Passei em frente a uma academia, com pessoas caminhando em esteiras, num local que fica a poucos metros de uma praia com um calçadão enorme. Até hoje eu não entendo porque aquelas pessoas optaram pela esteira. Até hoje eu não entendo porque eu optei pela esteira por alguns anos.

É incrível como o mundo pós-moderno produz necessidades totalmente sem sentido. Sentamos para nos locomover (em carros, ou ônibus), sentamos para trabalhar, sentamos para comer, sentamos quando chegamos em casa e deitamos para dormir. Claro, dessa forma vamos precisar pagar por um local com aparelhos que induzam o movimento, coisa que o nosso corpo faz naturalmente, se permitirmos.

Para quem paga academia apenas para praticar exercício eu dou um conselho: pegue o dinheiro da mensalidade e invista numa boa bicicleta. Passe a usar suas pernas para o que elas foram feitas: te levar a lugares. Caminhe mais ao ar livre, caminhe e usufrua do mais valioso que a caminhada faz por você: percorrer caminhos. Use suas pernas, seus braços, use seu corpo! Faça do movimento parte natural do seu dia. A beleza é resultado do corpo em harmonia com o espírito.

Saúde!

Daniele Barbosa – Editora do Portal Estar Bem
daniele.barbosa@gmail.com

1 Comment

  1. Olá. Bom texto. Concordo com você quando diz que exercícios ao ar livre são melhores se comparados à esteiras e bicicletas ergométricas, porém devemos lembrar que existem lugares onde a insegurança reina e a academia é o único refúgio seguro onde a pessoa pode praticar exercícios com o mínimo de segurança, principalmente durante o período noturno. Também tem a questão de se trabalhar outros grupos musculares mais específicos (biceps, tríceps, ombros, costas, peitorais…) e a possibilidade conhecer modalidades de luta (muay thai, judô, jiu jitsu…) quando se paga a mensalidade.
    Vlw.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>