Por que contar calorias pode ser inútil e perigoso?

calorias

Uma famosa marca de refrigerante baseia toda a propaganda da sua versão “light” no fato da bebida possuir pouquíssimas calorias. Muitos produtos “lights” seguem essa linha de raciocínio, não se preocupando tanto assim com os ingredientes. O médico Curtis Wood, autor do livro “Superalimentado, mas subnutrido”, reforça que muitas pessoas obesas tem carência de diversos nutrientes e Willian Dufty, no livro Sugar Blues, que aborda os efeitos do açúcar na saúde humana, afirma que, com base em toda sua pesquisa, “qualquer dieta ou regime a que uma pessoa se submeta com o único objetivo de perder alguns quilos, é, por definição, perigosa.”

Na matéria “O fantástico mundo do supermercado”, algumas pistas evidenciam esse perigo. Um dos produtos citados no post é justamente um biscoito de água e sal light, porém feito com gordura vegetal, altamente prejudicial para a saúde das artérias, e farinha branca, a famosa farinha refinada, chamada por alguns nutricionistas de caloria vazia, ou seja, sem nenhum nutriente. Talvez esse seja o indicativo de que Dufty esteja correto. Uma dieta que sobrepõe a contagem de calorias à qualidade do alimento que se ingere é, no mínimo, incompleta.

Um copo de refrigerante “zero”, por exemplo, tem menos calorias que um copo de suco de laranja. Porém qual bebida possui maior teor nutricional? Essa talvez deva ser a pergunta principal quando uma pessoa está na dúvida entre um alimento light e com pouca caloria e um alimento integral, mais calórico, porém mais nutritivo.

“Muitas pessoas – médicos inclusive – supõem que, perdendo peso, perde-se gordura. As coisas não são bem assim. Qualquer dieta que considere todos os carboidratos iguais é perigosa. Qualquer dieta que não considera a qualidade dos carboidratos e não faça a distinção crucial entre os cereais e vegetais integrais, e os carboidratos refinados pelo homem, como açúcar e farinha branca, é perigosa”, afirma categoricamente Dufty em “Sugar Blues”.

Eu mesma já fiz dieta por contagem de calorias. Só quando eu deixei de lado as calorias ingeridas e passei a me preocupar única e exclusivamente com a qualidade do que comia, emagreci. Hoje eu não me considero uma pessoa em dieta, porque ingerir alimentos saudáveis é parte da minha filosofia de vida, o que me garante a distancia da neurose com o peso. Meu peso, que hoje é ideal, mas já esteve acima do normal, é consequência natural da minha alimentação e estilo de vida.

“Sugar Blues” foi escrito em 1975, mas até hoje são propagadas dietas em que a contagem de calorias é a base para a elaboração do cardápio. A obesidade ou o sobrepeso é apenas o sintoma de um desequilíbrio, embora muitas vezes seja vista como a doença em si. Tratar o sintoma não necessariamente trata a causa. Fique atento, principalmente, à qualidade nutricional do que ingere e não simplesmente nas calorias e emagrecer será consequência.

1 Comment

  1. Pingback: Cuidado com a dieta de corte de calorias | Vida em Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>