Sobre os adoçantes

adocante

adoçante-faz-malAlgumas pessoas sentem a necessidade de adoçar sucos, chás e cafés. A minha opinião é que, se não é diabético, use açúcar mascavo. Se não suporta açúcar mascavo, use açúcar cristal, que é menos refinado. Se não suporta açúcar cristal, ainda assim eu penso que o açúcar refinado é menos pior que aspartame, ciclamato, e outros adoçantes químicos.

Existe muita polêmica em torno destes adoçantes e seu uso é muito recente para comprovações positivas ou negativas, na minha opinião. Muitos dos seus defensores dizem que não há estudos conclusivos de que os adoçantes fazem mal, mas também ninguém me garantiu que são inofensivos. Alguns estudos (leia aqui) dizem até que não há níveis seguros para o consumo do aspartame, ou seja, nem um pouquinho de nada seria recomendado.

Há um tempo, a estévia começou a ser fortemente recomendada, por ser de origem vegetal, de uma planta. Porém pouquíssimo são os adoçantes a base de estévia que são realmente naturais. Muito contem diversas químicas e um pouco de estévia. A frutose seria também outra forma saudável de adoçar, pois seria o açúcar da fruta isolado. Porém já descobriram que consumir frutose desta forma, separada da fruta, também pode causar diabetes.

Por isso há muito tempo não adoço com nada meus chás, meu café, muito menos os sucos, que já tem o açúcar natural da fruta. O mel, na maioria das vezes, uso com intuito medicinal. O caso do café foi uma experiência maravilhosa. Aos poucos fui descobrindo o verdadeiro sabor da bebida e hoje consumo sem adoçar, o que me livrou daquela queimação que sentia e achava que era culpa cafeína.

Muitas vezes o açúcar ou o adoçante escondem o verdadeiro sabor do alimento. Experimente encarar isso como hábito e vá retirando gradativamente. Verá como é sensacional sentir o real gosto da comida.

Saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>