Ayurveda: a saúde que reside no autoconhecimento

ayur2

Em que medida nossa conexão com a natureza – interna e externa – proporciona saúde? Quando se estuda medicina ayurvédica essa questão fica muito clara. As expressões do vento, do sol e da lua em equilíbrio fazem a roda da vida girar em harmonia. Essa tríade é conhecida também respectivamente pelos nomes de Vata, Pitta e Kapha, os famosos doshas.

O conhecimento ayurvédico nos mostra o quão simples, porém profundo é a nossa existência. Nos ensina o quanto estamos interligados entre nós e com esse generoso chão que pisamos. Nos alerta o quanto somos influenciados por esse manto, ora azul, ora preto que paira sobre as nossas cabeças e como nossas emoções e hábitos podem ser facilitadoras ou obstáculos para obter saúde. É preciso coragem para adotar de coração o protocolo ayurvédico.

Digo isso não pela rotina disciplinada estabelecida pelos sábios mestres criadores desta ciência, onde os horários, a alimentação, o aquietamento da mente, a prática de exercícios adequados e a busca espiritual são essenciais. Essa parte é menos difícil, é a consequência natural do entendimento de algo mais profundo.

Ilustração de Amrita Nambiar

Ilustração de Amrita Nambiar

Considero que é essa “coisa profunda” que demanda coragem para seguir o “estilo ayurvédico” de tratamento, porque não se resolve uma dor de cabeça com um analgésico. É preciso investigar, fuçar, se entender e isso culmina na árdua, porém gloriosa estrada do autoconhecimento. Às vezes, conhecer a origem de uma doença pode ser mais doloroso que sofrer com seus sintomas. Apesar disso, a verdade é sempre iluminadora e sua luz é dissolvedora de sofrimento. O problema é que quase sempre estamos apegados ao sofrimento.

Auyurveda é luz que nos faz enxergar por inteiro e isso é lindo, e muito positivo, gratificante. O que torna difícil seguir esse caminho é a nossa própria ignorância, criadora das nossas mazelas físicas, emocionais e espirituais. Lidar com isso inicialmente pode ser complicado, mas nem sempre o caminho mais fácil é o melhor. Não há nada que opere maior milagre em nossas vidas que o autoconhecimento, porque quando nos conhecemos, também conhecemos Deus.

 

 

Minha profunda gratidão ao médico e professor de terapias ayurvédicas José Ruguê, quem possibilita o estudo sério do ayurveda no Brasil, e minha absoluta reverencia aos grandes mestres criadores desta ciência.

 

2 Comments

  1. Sandra Porto

    Puxa vida,gostaria de fazer uma consulta com vc Daniele.Tbm moro em Niterói.Onde posso lhe achar.rs Nas yltimas semanas tenho sofrido muito com meu estomago.hernia de hiato e sei lá mais o que.Como bem,faço exercícios ,não fumo,não bebo .Mas ano passado tive problemas muito sérios.Enfim ,como não gosto de tomar remédios,gostaria de conversar com vc.Onde é seu consultório?,Por favor aguardo contato.Obrigada.Luz pra vc

    • Portal Estar Bem

      Oi, Sandra! Como vai?
      Vamos falar por e-mail? Vou te escrever, tá bem?

      Um beijo,
      Daniele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>