Um guia prático para o uso de florais na gestação

Wild RoseWild Rose

Durante toda minha gestação fiz (e ainda faço) uso dos florais de Bach. Não fossem os florais, a jornada estaria sendo bem mais difícil! Isso porque a gravidez é um turbilhão de emoções desconhecidas e sintomas físicos novos. Graças aos florais eu consigo lidar melhor com medos conscientes e inconscientes, ansiedade, impaciência, cansaço, tristezas, consigo olhar para mim com mais sinceridade e clarear alguns sentimentos obscuros. Neste texto, vou falar um pouco sobre o uso dos florais na gestação, a função dos principais florais que me ajudam e podem ajudar outras mães neste processo.

É importante ressaltar que o tratamento com os florais é individual e deve ser elaborado cuidadosamente para cada pessoa para ser eficaz. Se você quer usar os florais, recomendo que estude um pouco sobre eles antes (indico alguns livros para isso no fim do texto), ou, se preferir, busque o auxílio de um terapeuta. Essa é uma ferramenta de cura simples e poderosa e ao alcance de todos!

Agrimony

Agrimony

Rescue para emergências e Agrimony para nos mostrar a verdade

Quando estamos passando por períodos de grandes transformações, como é a gestação, às vezes fica difícil conseguir compreender sozinha o real motivo do desequilíbrio. Por isso, um floral essencial para a gestante é o Rescue, um preparado por Bach para momentos de emergência ou de profunda confusão e inquietação mental. Muitas vezes, usei o Rescue para conseguir me acalmar e entender o real motivo do desconforto.

Durante a gestação, muitas inseguranças e ansiedade são projeções do medo do desconhecido e do desabrochar de uma nova figura: a de mãe. Trazemos conceitos familiares profundamente registrados, que nem sempre são aqueles que queremos perpetuar, ou guardamos carências e lacunas que nos vemos obrigadas a superar para assumir a tarefa de adentrar a maternidade. Se estamos fortes o suficiente para encarar esse grau de profundidade, o Agrimony é o floral que nos ajudará a acender uma luz e nos mostrará o limbo. Nem sempre é fácil, por isso busque apoio de um terapeuta floral se não sentir segura.

Será que meu filho nascerá perfeito?

A preocupação excessiva com o desenvolvimento do bebê é algo que toda mãe passa e acredito que isso faz parte. Para mim, lidar com isso não foi muito fácil no início da gestação. Nessa fase, o Red Chestnut foi de extrema importância.

Walnut

Walnut

Walnut: um dos principais florais para as gestantes

Durante toda a gestação o corpo passa por transformações hormonais, sobretudo no início. O Walnut é o floral de escolha para auxiliar o corpo atravessar esse turbilhão. Usei Walnut muito no início e cada ciclo de muita transformação do desenvolvimento do neném.

O Walnut é um floral muito benéfico na gestação, porque ele atua também no equilíbrio da relação com o outro, que no caso da grávida está bem ali, dentro dela! Além disso, Walnut é o floral da proteção espiritual.

Este definitivamente é um floral que vai dar suporte necessário ao corpo e à mente para enfrentar as mudanças hormonais e equilibrar a relação com o feto.

Cansaço e queda de imunidade

Algumas gestantes relatam muito sono, durante toda a gravidez. Esse sono deve ser respeitado, afinal estamos fabricando uma pessoa e para isso boa dose de energia é usada. O Olive é o floral para combater o cansaço extremo, além de ser um tônico para a imunidade, que também pode sofrer uma queda. Então, pode ser uma boa saída para as grávidas que precisam manter a rotina de trabalho ou estão doentes, mas não deve nunca substituir o necessário repouso e descanso.

Tenho medo!

Mimulus é o floral para medos conhecidos, coisa que muitas gestantes podem experimentar. O medo do parto, o medo típico do início da gravidez de um aborto espontâneo, o medo de não dar conta, enfim, sobram medos. Quando você sabe a origem do seu medo, esta essência pode auxiliar.

Larch

Larch

Larch e Wild Rose: somos capazes de parir

Vivemos num país onde impera a cultura da cesárea e numa sociedade extremamente patriarcal. Isso faz com que muitas de nós não acredite ser capaz de parir. O Larch é um floral que fortalece em nós a crença de que somos capazes de fazer aquilo que queremos e pode auxiliar na construção dessa confiança interna, de que somos biológica e fisiologicamente preparadas para o parto normal. Lembrando que isso não substitui a necessidade de uma equipe de profissionais preparados e empenhados na tarefa de empoderar a gestante na sua escolha.

Wild Rose é um floral lindo e desabrocha o belo que há no feminino. Pode ser usado junto com Larch neste caso ou mesmo durante a gestação para o despertar da maternidade. Em alguns casos de depressão ele também pode ser útil.

Esse texto foi feito com base na minha experiência enquanto gestante, mas também na minha atividade de terapeuta. Sou formada em ayurveda e também no nível 1 do Programa Internacional de Formação em Florais de Bach. Espero que ele possa auxiliar outras gestantes a passar pela gestação com mais alegria. Utilizo outros florais, mais voltados para minha personalidade e que não caberia aqui citá-los, porque são específicos para mim. Por isso, é imprescindível aprofundar-se no estudo para o uso correto e eficaz dos florais ou buscar o auxilio de um terapeuta floral.

Floral não é placebo

É preciso entender que o sistema de cura pelas essências florais não é um placebo. O método de preparo desses remédios mostra bem isso: as flores são colhidas e suas propriedades são extraídas pelo método de fervura ou aquecimento solar. Ou seja, as tinturas mãe são feitas a partir da extração das propriedades das flores. Depois do estudo do médico inglês Edward Bach, que deu origem ao primeiro sistema de florais, outros sistemas surgiram: Florais da Califórnia, do Alaska, de Minas, entre outros.

Florais são remédios que atuam em padrões emocionais geradores de desequilíbrio, não no sintoma em si. Por isso, o estudo e o trabalho consistem em compreender qual o padrão está causando o incômodo. Caso contrário, a escolha do floral pode não ser correta e aí, não há efeito colateral. O que vai acontecer é que o floral apenas não fará efeito algum.

Minha caixa de tinturas mãe

Minha caixa de tinturas mãe

Como usar

Caso você tenha acesso às tinturas mãe, duas gotas da essência num copo d’água é o recomendado. Recomendo misturar até três essências. Usar em dose única, ou se sentir necessidade, repetir até quatro vezes no dia. O Rescue pode ser usado até se sentir mais calma, em intervalos menores, 4 gotas da tintura mãe, diluído em um copo d’água.

Se for mandar fazer em uma farmácia, pode usar 4 gotas, 4 vezes ao dia até sentir a melhora dos sintomas.

Livros indicados para o estudo do sistema de Bach

Os remédios florais do Dr. Bach – Passo a passo, de Judy Howard
Participando da vida com os florais de Bach – Carmem Monari
A terapia floral – escritos selecionados de Edward Bach

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>